Pular o café da manhã pode provocar doenças como obesidade e hipertensão, diz pesquisa



“Café da manhã de rei, almoço de príncipe e jantar de plebeu”.
Esta máxima já tornou-se mundial quando o assunto é alimentação saudável e
balanceada. Mas a novidade é que cientistas
confirmam o princípio desta frase e dizem que dar
importância ao café da manhã, principalmente, pode ajudar a prevenir doenças
como hipertensão, obesidade e até diabetes. Pular esta refeição pode agravar estas doenças. As informações são do jornal
britânico Daily Mail.

Texto e entrevistas: Andréa Martinelli, do R7

Café da manhã de rei, almoço de príncipe e jantar de plebeu”. Esta máxima já tornou-se mundial quando o assunto é alimentação saudável e balanceada. Mas a novidade é que cientistas confirmam o princípio desta frase e dizem que dar importância ao café da manhã, principalmente, pode ajudar a prevenir doenças como hipertensão, obesidade e até diabetes. Pular esta refeição pode agravar estas doenças. As informações são do jornal britânico Daily Mail.
Texto e entrevistas: Andréa Martinelli, do R7

 

Para
testar os efeitos do tipo de alimentação na saúde, pesquisadores da Universidade
de Tel Aviv deram 93 mulheres obesas, separadas em dois grupos, calorias a mais
no café da manhã e no jantar. Grupo 1 consumiu 700 calorias no café da manhã, 500 no almoço e 200 no jantar. O Grupo 2 consumiu 200 calorias nocafé da manhã, 500 calorias almoço e 700 calorias no jantar. Ambos os grupos foram acompanhados por mais de 12
semanas, mantendo este tipo de alimentação, com 1.400 calorias diárias.

 

Para testar os efeitos do tipo de alimentação na saúde, pesquisadores da Universidade de Tel Aviv deram 93 mulheres obesas, separadas em dois grupos, calorias a mais no café da manhã e no jantar.
Grupo 1 consumiu 700 calorias no café da manhã, 500 no almoço e 200 no jantar. O Grupo 2 consumiu 200 calorias nocafé da manhã, 500 calorias almoço e 700 calorias no jantar.
Ambos os grupos foram acompanhados por mais de 12 semanas, mantendo este tipo de alimentação, com 1.400 calorias diárias. Foto: Getty Images

 

 



Após este período, os cientistas
descobriram diferentes benefícios. O grupo que, no café da manhã, fez uma
refeição mais calórica, teve os níveis de grelina, um hormônio ligado ao
apetite, bem abaixo do nível considerado normal. Segundo os pesquisadores, o
impacto da alimentação na saúde não está ligada somente ao o quê comemos,
mas sim, quando comemos. O horário afeta a forma de como o
corpo processa os alimentos.
Adotar este tipo de alimentação ajuda no 
tratamento da obesidade e a promover um estilo de vida saudável, concluíram.

 

Após este período, os cientistas descobriram diferentes benefícios. O grupo que, no café da manhã, fez uma refeição mais calórica, teve os níveis de grelina, um hormônio ligado ao apetite, bem abaixo do nível considerado normal.
Segundo os pesquisadores, o impacto da alimentação na saúde não está ligada somente ao o quê comemos, mas sim, quando comemos. O horário afeta a forma de como o corpo processa os alimentos.
Adotar este tipo de alimentação ajuda no  tratamento da obesidade e a promover um estilo de vida saudável, concluíram.         Foto: Getty Images



João César de Castro Soares,
endocrinologista da Unifesp (Universidade Federal do Estado de São Paulo) acredita, assim como os pesquisadores de Tel Aviv, que a primeira refeição do dia deve
ser pensada de forma equilibrada e valorizada. — No Brasil, a gente não valoriza o café da
manhã. Dá trabalho, leva tempo, é preciso acordar mais cedo. Geralmente, as
pessoas comem mal no café da manhã, não almoçam direito e concentram todas as
calorias no período noturno. Comer um ovo frito à noite é bem diferente do que
comer de manhã.

João César de Castro Soares, endocrinologista da Unifesp (Universidade Federal do Estado de São Paulo) acredita, assim como os pesquisadores de Tel Aviv, que a primeira refeição do dia deve ser pensada de forma equilibrada e valorizada.
— No Brasil, a gente não valoriza o café da manhã. Dá trabalho, leva tempo, é preciso acordar mais cedo. Geralmente, as pessoas comem mal no café da manhã, não almoçam direito e concentram todas as calorias no período noturno. Comer um ovo frito à noite é bem diferente do que comer de manhã.         Foto: Getty Images

Ao
final da pesquisa em Tel Aviv, nas mulheres do Grupo 1, foram encontrados níveis mais
baixos do hormônio que regula a fome, logo, o aumento da saciedade após uma refeição. Este grupo
também apresentou queda significativa nos níveis de insulina, glicose e
triglicérides, do que o Grupo 2. Picos nos níveis de açúcar no sangue também sofreram
diminuição, o que ajudou a controlar a pressão arterial e sobre o coração. Pesquisadores concluíram que comer alimentos certos na hora
errada pode não só retardar a perda de peso, mas também pode ser prejudicial à saúde.

Ao final da pesquisa em Tel Aviv, nas mulheres do Grupo 1, foram encontrados níveis mais baixos do hormônio que regula a fome, logo, o aumento da saciedade após uma refeição. Este grupo também apresentou queda significativa nos níveis de insulina, glicose e triglicérides, do que o Grupo 2.
Picos nos níveis de açúcar no sangue também sofreram diminuição, o que ajudou a controlar a pressão arterial e sobre o coração. Pesquisadores concluíram que comer alimentos certos na hora errada pode não só retardar a perda de peso, mas também pode ser prejudicial à saúde. Foto: Getty Images



Madalena Valinotti, nutricionista
do Sindicato dos Nutricionistas de São Paulo, salienta que, pular o café da
manhã não é algo saudável e que pode ajudar a equilibrar o organismo como um
todo. 

— Comer inadequadamente pode sim,
trazer não só o aumento de peso, mas nos níveis de colesterol e
triglicérides que levam a outras complicações mais sérias como hipertensão,
diabetes, obesidade, etc. Se você parte do pressuposto que o indivíduo vai cometer
um excesso, já que pulou uma refeição, não tomar o café da manhã, pode, metabolicamente trazer
um problema.

Madalena Valinotti, nutricionista do Sindicato dos Nutricionistas de São Paulo, salienta que, pular o café da manhã não é algo saudável e que pode ajudar a equilibrar o organismo como um todo.
— Comer inadequadamente pode sim, trazer não só o aumento de peso, mas nos níveis de colesterol e triglicérides que levam a outras complicações mais sérias como hipertensão, diabetes, obesidade, etc. Se você parte do pressuposto que o indivíduo vai cometer um excesso, já que pulou uma refeição, não tomar o café da manhã, pode, metabolicamente trazer um problema.         Foto: Getty Images



Como alimentar-se de forma correta no café da manhã?

Para os especialistas
entrevistados pelo R7, o café da
manhã deve conter três tipos de alimentos: energéticos (carboidratos),  reguladores (frutas, verduras e legumes) e construtores
(proteínas, carnes, embutidos, leite e derivados).'É a
refeição mais importante do dia, mas não basta comer um milk-shake com cachorro-quente', salienta Madalena.

Como alimentar-se de forma correta no café da manhã?
Para os especialistas entrevistados pelo R7, o café da manhã deve conter três tipos de alimentos: energéticos (carboidratos),  reguladores (frutas, verduras e legumes) e construtores (proteínas, carnes, embutidos, leite e derivados).”É a refeição mais importante do dia, mas não basta comer um milk-shake com cachorro-quente”, salienta Madalena. Foto: Getty Images 

Alimentos como pães, queijos, embutidos, leites, iogurte, frutas, sucos e café. Devem ser incluídos em um café da manhã balanceado todos os dias, variando os alimentos pertencentes aos três grupos. Para adequar a uma dieta específica, de 1.500 calorias, recomenda-se a procura de um médico especializado.

Alimentos como pães, queijos, embutidos, leites, iogurte, frutas, sucos e café. Devem ser incluídos em um café da manhã balanceado todos os dias, variando os alimentos pertencentes aos três grupos. Para adequar a uma dieta específica, de 1.500 calorias, recomenda-se a procura de um médico especializado.         Foto: Getty Images

fonte:R7 Noticias