Comprovado: consumo de frutas e vegetais diminui mortalidade e aumenta tempo de vida.

consumo de frutas e vegetais diminui mortalidade e aumenta tempo de vida

 

Já é senso comum que comer frutas e vegetais traz  benefícios à saúde, e, desde a década de 90, a ingestão de pelo menos cinco  porções de frutas e vegetais por dia vem sendo recomendada por instituições  públicas de saúde. No entanto, esta recomendação ainda não apresentava  evidências científicas suficientes e era baseada em um número pequeno de  estudos, com resultados inconsistentes. Pois agora, esta importante recomendação  recebe um sólido reforço científico que vem de um estudo publicado no dia 26 de  junho na revista científica American Journal of Nutrition.

Pesquisadores do Instituto Karolinska da Suécia, analisaram  dados coletados de mais de 71.000 pessoas, de idade entre 45 e 83 anos e que  foram observadas em seus hábitos alimentares por um período de 13 anos. Durante  este período morreram, por diferentes causas, 11.439 pessoas das 71.706 que  iniciaram o estudo. Os resultados demonstraram que o menor consumo de frutas e  verduras foi progressivamente associado com um menor tempo de vida e uma maior  taxa de mortalidade.

As pessoas que referiram não comer frutas e verduras  tiveram a taxa de mortalidade 53% maior e um tempo de vida três anos menor,  quando comparadas com as que ingeriam cinco ou mais porções por dia. Além disso  o estudo revelou uma relação de dose-resposta, ou seja, aumentando o consumo  aumenta-se o tempo de vida e reduz-se a taxa de mortalidade (o benefício é  proporcional ao consumo). Aqueles que nunca comiam fruta viveram 19 meses menos  que aqueles que comiam ao menos uma fruta por dia. Quanto aos vegetais, os  participantes que comiam três porções por dia viveram, em média, 32 meses a mais  do que os que nunca comiam vegetais.

Esta análise levou em consideração fatores associados, que  potencialmente poderiam interferir nos resultados, como sexo dos participantes,  peso corporal, atividade física e consumo de fumo e de álcool. Corrigindo estas  variáveis, os resultados permaneceram os mesmos, indicando a consistência do  efeito da variável em estudo (consumo de frutas e vegetais) sobre os desfechos  avaliados (mortalidade e tempo de vida no período).

Apesar das limitações inerentes a este tipo de estudo, que  observa o padrão alimentar de um grande número de pessoas por um longo período  de tempo, os resultados servem como um grande reforço para a recomendação da  ingestão de frutas e vegetais, pelo menos cinco porções por dia, que é o ideal.  Mas pelo menos uma porção é melhor que nenhuma, e duas é melhor que uma, e …  já é um bom começo!

Fonte

  • - American Journal of Nutrition- June 26, 2013 -